Convite para o lançamento do livro “EUTANÁSIA, ORTOTANÁSIA E DIRETIVAS ANTECIPADAS DE VONTADE: O SENTIDO DE VIVER E MORRER COM DIGNIDADE”, de autoria de Adriano Marteleto Godinho

Pesquisa da Unicamp liga ‘Saúde da Família’ à redução de infartos e AVCs

Pesquisa da Unicamp liga ‘Saúde da Família’ à redução de infartos e AVCs Estudo realizado no campus de Piracicaba avaliou 645 cidades paulistas. Levantamento levou em consideração indicadores entre 1998 e 2013.

 Juliana FrancoDo G1 Piracicaba e Região
A Faculdade de Odontologia da Unicamp, em Piracicaba (Foto: Cesar Maia-FOP Unicamp)
Pesquisa da FOP relaciona PSF com redução nos casos AVC e infartos (Foto: Cesar Maia-FOP Unicamp)

A atenção básica desenvolvida na rede pública, por meio de ações voltadas à chamada “Saúde da Família”, é capaz de reduzir casos de infartos e acidentes vasculares cerebrais (AVC), segundo uma pesquisa da Unicamp com dados de 645 municípios paulistas. O estudo foi feito no campus de Piracicaba (SP) e considerou indicadores entre 1998 e 2013.

O resultado aponta que quanto maior a cobertura de assistência por meio do Programa Saúde da Família (PSF), menores são os indicadores de AVC e infarto. O trabalho é da cirurgiã-dentista Denise Cavalcante, durou 15 meses e foi elaborado dentro do Programa de Mestrado Profissional em Saúde Coletiva da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP).

No período estudado de 15 anos, o indicador de infarto sofreu queda de 56,5%. Passou de uma média de 26,9 casos a cada 10 mil habitantes para 11,7 casos.

Médicos devem ser capacitados em saúde da família (Foto: Reprodução/TVCA)Médico atende paciente em ação de saúde
da família (Foto: Reprodução/TVCA)

“Nos casos de AVC, percebemos que nos primeiros anos os índices cresceram e com a implantação dos PSFs começaram a regredir”, explica a pesquisadora. Os AVCs chegaram a 11 registros, em média, a cada 10 mil habitantes em 2004. Em 2013, o índice médio era de 6 casos. Continue lendo

II CONPEDI INTERNACIONAL para a América Latina e Caribe

O evento ocorrerá nas Universidades Nacional e Universidade de Costa Rica, em San José, nos dia 23, 24 e 25 de maio de 2017. O PPGCJ/UFPB, através da docente Maria Luíza Alencar Feitosa, faz parte do Comitê Organizador Brasil/Costa Rica.
Publicado EDITAL do II CONPEDI INTERNACIONAL para a América Latina e Caribe.

O evento ocorrerá nas Universidades Nacional e Universidade de Costa Rica, em San José, nos dia 23, 24 e 25 de maio de 2017. O PPGCJ/UFPB, através da docente Maria Luiza Alencar Feitosa, faz parte do Comitê Organizador Brasil/Costa Rica.

 Haverá Grupos de Trabalho (GT’S) e Sessões de Apresentação de Pôsteres. Os artigos para os GTs serão recebidos no período de 1 de janeiro de 2017 a 27 de fevereiro de 2017. Cada autor poderá submeter somente 01 (um) artigo para apresentação no evento, sendo admitidos artigos com no máximo 02 (dois) autores.

Entre os artigos apresentados nesse VI Encontro Internacional do CONPEDI, serão indicados até 15% dos que obtiverem melhor nota para publicação no periódico internacional CONPEDI Law Review, que poderá ser acessado através do link:

http://portaltutor.com/index.php/conpedireview/index 

Caso curioso! Idoso consegue na Justiça o direito de casar com o filho adotivo

Um homem de 79 anos que adotara um outro, de 69 anos, recebeu autorização para se casar com ele. Em 2012, Nino adotou Roland para que tivesse alguma proteção legal para o seu relacionamento, já que o casamento gay ainda não estava legalizado na Pensilvânia (EUA).

Só que, como passou a viver uma relação pai/filho, o pedido para casamento sempre esbarrava em algum impedimento legal, já que a adoção era tida como indissolúvel. Agora, a Suprema Corte do estado americano deu sinal verde. Legalmente, Nino poderá dissolver a adoção e se casar com Roland. Continue lendo